Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais leia a nossa Política de Cookies.

Jornal de Negócios por C-Studio

Partilhar nas redes sociais

Conheça o seu perfil de investidor

Conheça o seu perfil de investidor

As aplicações financeiras disponíveis no mercado são muitas e variadas. Para traçar uma estratégia e encontrar os produtos mais apropriados, é preciso saber se os produtos ou serviços financeiros são adequados ao investidor, bem como conhecer os seus objetivos, necessidades, situação financeira, assim como a sua tolerância ao risco.

Investimento, rentabilidade, prazo, risco. No momento de escolher onde investir, todos estes fatores entram em linha de conta. É preciso também não esquecer que muitos dos investidores são leigos na matéria, o que significa que precisarão de um maior suporte técnico e de um elevado nível de proteção – garantido pelo enquadramento jurídico comunitário da Diretiva dos Mercados de Instrumentos Financeiros (DMIF II). Esta diretiva tem como principais objetivos reforçar a transparência dos mercados financeiros da União Europeia e, em especial, assegurar uma maior proteção aos investidores.

Segundo o princípio geral da DMIF II, o prestador de serviço tem o dever de agir sempre no melhor interesse do cliente, mesmo que esses interesses se sobreponham aos dos próprios consultores. Não é possível haver investimento, se o cliente não sentir confiança e segurança – quer na instituição bancária que o está a conduzir nas aplicações financeiras, quer no quadro regulatório a que essa mesma instituição está sujeita.
Antes de tomar qualquer decisão, será preciso conhecer o seu perfil de investidor. Como? Respondendo a um questionário que irá aferir: conhecimento e experiência, situação financeira, necessidades e objetivos e tolerância ao risco.

O quiz que se segue não pretende ser tão exaustivo nem tão pormenorizado quanto o que a instituição financeira lhe apresentará. A ideia é que comece a perceber que tipo de investidor é, para poder começar a pensar no caminho que gostaria de seguir. Mas, no momento de decidir, o melhor será sempre consultar um especialista que, tendo os seus interesses em mente, o ajudará a definir a estratégia de investimento.

1

Qual a principal finalidade de investir o seu património?




Conheça as nossas soluções de poupança e investimento.