Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais leia a nossa Política de Cookies.

Jornal de Negócios por C-Studio

Partilhar nas redes sociais

Ideias criativas para renovar a casa

Ideias criativas para renovar a casa

Remodelar uma casa não está forçosamente associado a grandes intervenções. Melhoramentos em áreas específicas e uma nova decoração podem bastar para transformar o lugar onde vive num espaço elegante, moderno e confortável. Saiba como. E fique a conhecer formas de financiamento que podem ajudar a concretizar este projeto.

As casas envelhecem, impondo reformas mais ou menos dispendiosas ao fim de alguns anos, sendo a cozinha e as casas de banho as áreas normalmente mais intervencionadas, e também as mais complexas de remodelar. Por outro lado, existem acontecimentos de vida que podem levar à reestruturação do espaço habitado, adaptando-o a novas necessidades, para um resultado mais funcional.

É claro que esta tão desejada remodelação da habitação está sempre sujeita ao orçamento disponível, razão pela qual é muitas vezes adiada. No entanto, com o passar do tempo, chega um momento em que não é possível adiar mais. Antecipando-o, ou não, a resposta pode estar no recurso ao financiamento.

ActivoBank oferece soluções de Crédito Pessoal que podem ajudar a tornar estes sonhos realidade. Destinam-se a clientes entre os 18 e os 70 anos, tendo uma comissão de abertura de 1% sobre o valor financiado, com o mínimo de 10 euros e o máximo de 150 euros. Para estes perfis de clientes (dos recém-casados aos recém-reformados), procurámos soluções decorativas, para combinar com soluções de crédito.

Dicas de decoração para jovens casais

Todo o casal jovem que “herde” a casa dos pais agradece, mas há poucas hipóteses de querer manter o espaço como o encontra. A intervenção vai “depender das condições da casa e do orçamento disponível”, comenta a portuguesa designer de interiores Cláudia Kalur, do CFK Interiors/Design Studio, radicada no Connecticut (Estados Unidos), mas também com projetos na Europa. Adianta ainda que a remodelação da cozinha e da casa de banho é uma vantagem, “não só porque moderniza, como aumenta o valor do imóvel”.

Uma casa com várias divisões oferece múltiplas opções para além das clássicas, desde a criação de uma sala de cinema em casa, por exemplo. Mas, a maior parte das vezes, isso não acontece, e há que pensar de forma prática e no futuro: “Normalmente os jovens pensam num quatro extra para os filhos”, diz, concordando que, nestes casos, é uma prioridade. Com o modelo de trabalho à distância a impor-se, a dica seguinte é a criação de “um escritório que, com um sofá-cama, num minuto pode ser transformado num quarto de hóspedes”.

Cláudia Kalur sugere uma mistura de móveis e de peças novas com outros herdados e comprados em segunda mão, para conseguir:

  • Espaços com personalidade
  • Controlo de custos

TOME NOTA:

A decoradora também aconselha as paredes pintadas de branco, sobretudo tratando-se de “apartamentos pequenos”, pois vão ajudar “a destacar os móveis e criar espaços maiores e mais modernos”.  Conclui: “As cores neutras mais profundas, como toupeiras e cremes acinzentados, vão dar mais originalidade, sendo a solução. Se não quiser usá-las nas paredes então aplique nas portas, armários de madeira e estantes, por exemplo.”

Transformar o espaço depois da reforma

Reformados ativos podem encarar este tempo como oportuno para outras transformações, nomeadamente da casa onde sempre viveram. A questão financeira também se coloca, uma vez que nem sempre se querem gastar as poupanças de uma vida em obras na casa. As soluções de Crédito Pessoal do ActivoBank contemplam todas as etapas de vida. É só uma questão de perceber que tipo de documentos é preciso apresentar, calcular o crédito pessoal mais barato através do simulador online e escolher de entre as opções existentes. Saiba, porém, que passam por não terem acoplado um seguro obrigatório, existindo, sim, a opção de subscrever um seguro de vida. Para montantes superiores a 15.000€, poder-se-á também subscrever um Plano de Proteção de Pagamentos, e os dois podem ser incluídos no valor financeiro.

Dito isto, avancemos na remodelação. Para além de eventuais renovações na cozinha e na casa de banho, quem sabe criar novas áreas que possam trazer um novo sentido aos dias?

A remodelação vai sempre “depender do estilo de vida e do tipo de imóvel, se é casa ou apartamento”, sublinha Cláudia Kalur, recordando que estes casais, normalmente, dão prioridade a reservar um quarto de dormir para os filhos e/ou para os netos.

“Quando as casas têm um sótão ou uma cave, estes espaços podem ser aproveitados para zonas de beliches e ter essa função”, sugere. Também podem ser transformados em “sala de jogos” para residentes e visitas e, no caso “de se tratar de uma cave acabada”, acolher uma sala de cinema.

Claúdia Kalur aposta, mais uma vez, na rentabilidade dos espaços. “Se há divisões a mais, pode-se reservar uma com função dupla. Ou seja, quarto quando há visitas, e escritório ou sala de hobbies – de costura, pintura ou leitura” – no resto do tempo. Mais uma vez, sugere um jogo de móveis que acompanhe essa versatilidade, com destaque para o sofá que se transforma em cama.

TOME NOTA:

Criar um espaço próprio, diferenciado, onde o casal se possa dedicar a velhas e novas atividades de entretimento, pode ser também uma boa opção.

Adaptar a casa a deficientes motores

Grandes alterações exigem grandes transformações. E uma das primeiras do deficiente motor é a do espaço onde habita, o que implica normalmente, um grande investimento financeiro. Pedir um crédito pessoal nestas condições não é tão difícil quanto se pode pensar à partida. Basta aceder ao site do ActivoBank e conhecer as condições de crédito pessoal ao pormenor.

A casa de banho e a cozinha são o centro da intervenção, que envolve, em toda a casa, “medidas alteradas, eliminação de degraus, substituindo-os por rampas, e alargar portas e/ou optar pelo sistema de portas de correr”, explica a designer de interiores Lu Barradas, do Lu Atelier.

  • Tudo tem de se reajustar em altura, tornando-se acessível:  desde “os interruptores a armários e aparelhos de cozinha e de casa de banho às loiças”.
  • Na última divisão, é ainda necessário a colocação de barras para ajudar na mudança da cadeira de rodas para a sanita.
  • Na cozinha, “bancadas adaptadas e mesas com altura reguláveis, placas vitrocerâmica, frigoríficos de bancada e lava-loiça com portas retráteis” são algumas mudanças essenciais.

TOME NOTA

A integração de mecanismos automáticos para maior segurança e conforto é outra das recomendações: “Sensores de presença com luz, comandos de cortinado, estores e aquecimento”, entre outros. Assim como “a utilização de pavimentos contínuos e antiderrapantes.”

Criar atmosferas elegantes para todos

As possibilidades de design de interiores são infinitas, tendo em conta o espaço, as preferências e as características de cada um.

Para o espaço, Lu Barradas sugere:

  • Mobiliário à medida, de modo a aproveitar ao máximo o espaço disponível;
  • Uso de “materiais que consigam alterar o espaço sem serem ‘percetíveis’: por exemplo, um papel de parede à medida ou um painel com um material diferente”;
  • Escolha de “cores neutras e apontamentos de cor em peças que se possam alterar ou substituir rapidamente”.

Para a iluminação, Lu Barradas aconselha “luz cénica, indireta ou direcionada: ajuda a criar vários tipos de ambiente”, que podem ser otimizados “com cortinados leves e tecidos exclusivos”.

Fator essencial, o tipo de iluminação difere de acordo com a divisão da casa e a sua função:

  • Na sala de estar, para uma atmosfera mais acolhedora, o ideal é uma iluminação suave e quente, adaptando-se igualmente ao quarto;
  • Enquanto a iluminação fria está mais direcionada para a cozinha e a casa de banho, já que permite captar melhor as cores.

Otimizar a eficiência energética

Trocar janelas antigas por novas mais eficientes, “com vidros duplos que permitem reter o calor em casa no inverno e refrescá-la no verão”, e/ou instalar isolamentos térmicos e de aquecimento é mais uma sugestão de Cláudia Kalur para criar um ambiente mais acolhedor e, ao mesmo tempo, proteger o ambiente. Salvaguardando o facto de “algumas coisas nem sempre se poderem alterar, em apartamentos mais velhos”. Cláudia Kalur aconselha ainda a utilização de lâmpadas LED em toda a casa, pois, apesar de mais caras, têm mais tempo de vida e várias possibilidades de iluminação, do branco ao amarelo e laranja. Este é o tipo de intervenção que requer um investimento significativo, mas compensa, pois, permite poupar na conta da luz e do gás.

Se juntar a estas opções as vantagens de um Crédito Pessoal do ActivoBank, terá a concretização dos seus desejos, muito mais cedo do que imagina.


Conheça as nossas soluções de poupança e investimento.